IMA faz alerta para balneabilidade das praias nos dias de chuva

Fechar

    INFORMAÇÕES OFICIAIS SOBRE AS CHUVAS EM ALAGOAS

    IMA faz alerta para balneabilidade das praias nos dias de chuva

    single post cover

    O Laboratório de Estudos Ambientais e o Gerenciamento Costeiro do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) alertam a população para evitar banhos de mar nos dias de fortes chuvas, principalmente em áreas próximas às galerias de águas pluviais e fozes de rios. As equipes divulgam, nessa sexta-feira (02), o relatório de balneabilidade de 63 pontos da costa alagoana.

     

    Do total, 50 pontos estão considerados próprios para banho e 13 impróprios. O litoral norte apresenta 22 trechos monitorados, com um total de cinco pontos impróprios e localizados em Paripueira e em Maragogi – em frente a praça multieventos, nas fozes dos Rios Salgado e Maragogi.

     

    No litoral sul, foram analisados 21 trechos e, desses, três não estão próprios: Rio Niquim e dois pontos no Rio São Francisco, em Piaçabuçu. Em Maceió, foram coletadas outras amostras em 22 trechos, os cinco que foram considerados impróprios estão localizados nas praias da Avenida, Jatiuca e Cruz das Almas.

     

    Entretanto, “como há grande quantidade de resíduos carreados a recomendação é para que as pessoas evitem banhos de mar no período mínimo de 48 horas após as fortes chuvas. É importante observar que as chuvas, ventos e correntezas podem provocar variação das condições de balneabilidade”, comentou Ricardo César.

     

    Conforme a orientação divulgada pela equipe do Laboratório do IMA, os resíduos podem significar riscos à saúde dos usuários. A recomendação é que seja evitado também o banho em praias influenciadas pela presença de cursos d’água, “principalmente em áreas que estejam diretamente sob influência de rios, canais e córregos, supostamente contaminados por esgotos”

     

    O relatório de balneabilidade é produzido com base no que recomenda a resolução 274/2000 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). As praias são consideradas próprias para banho quando em 80% do conjunto de amostras, colhidas no mesmo no local, não exceder o limite de 800 NMP (Número Mais Provável) da bactéria Escherichia coli (E.coli) em cada 100mL de água coletada.

     

     E.coli é uma bactéria presente no trato intestinal de animais de sangue quente, considerada patógeno, ou transmissora de doenças.


    Fonte: Ascom IMA

    Story Page