Governo envia força-tarefa para municípios atingidos pelas chuvas

Fechar

    INFORMAÇÕES OFICIAIS SOBRE AS CHUVAS EM ALAGOAS

    Governo envia força-tarefa para municípios atingidos pelas chuvas

    single post cover

    Oito equipes formadas por mais de 300 servidores de todos os órgãos da administração estadual, policiais militares, bombeiros e integrantes da Defesa Civil Estadual foram enviadas na manhã desta quinta-feira  (1º) para os municípios de Cajueiro, Pilar, Marechal Deodoro, Jacuípe, Colônia Leopoldina, Chã Preta, Viçosa e Satuba, algumas das cidades atingidas pelas chuvas que caíram em Alagoas na última semana.

    A missão da força-tarefa do Governo do Estado é levar auxílio e reforçar o atendimento às famílias vítimas das enchentes. Nos próximos dias, as equipes devem ser deslocadas para outras cidades onde as chuvas causaram estragos.

    Antes de seguirem para os municípios, as equipes receberam o incentivo do governador Renan Filho, que ressaltou a importância da atenção do Estado aos alagoanos que tiveram perdas provocadas pelas chuvas.

    “Essa ação demonstra que o Governo está vivo, não está inerte e não está deixando que as coisas aconteçam sem a gente se preocupar e dar o auxílio necessário pessoalmente. Esses servidores estão sendo mobilizados para uma missão. Muita coisa precisa ser feita nesses municípios e é por isso que eles estão indo: para que a gente crie os meios e o Estado ajude mais rápido. Já enviamos médicos, medicamentos, ambulâncias, alimentos, material de higiene pessoal e vamos intensificar esse trabalho a partir de hoje”, disse o governador.

    Renan Filho lembrou ainda dos avanços obtidos nos últimos dias em relação à logística e ao suporte dado às vítimas. “Nós viabilizamos recursos federais para colaborar com a assistência as famílias, viabilizamos um hospital de campanha do Exército, que vai se instalar em Marechal Deodoro para evitar que epidemias se disseminem e viabilizamos efetivo dos ministérios para colaborar conosco. Mas o mais importante é a presença do Estado nos municípios. A presença do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil já acontece desde o primeiro dia. Agora, teremos todas as secretarias e órgãos do Governo para demonstrar que, em períodos de emergência, nós atuamos coletivamente”, afirmou.

    O governador também destacou o engajamento da população alagoana em solidariedade às famílias desalojadas. “A população do Estado está dando o exemplo. Muitas doações já chegaram às cidades, principalmente às mais atingidas, como a capital - que registrou o maior número de mortes devido ao deslizamento de barreiras -, Marechal Deodoro e Pilar. Agora nós também vamos visitar outras cidades para nos colocarmos à disposição”, disse Renan Filho.

    O número de pessoas desalojadas e desabrigadas em decorrência das chuvas em Alagoas, de acordo com boletim divulgado no final da tarde de quarta-feira (31) pelo Corpo de Bombeiros e pela Coordenação Estadual de Defesa Civil, chega a 24.227. O Governo de Alagoas e o governo federal já homologaram os decretos de situação de emergência em 27 municípios.

    Sete pessoas morreram devido aos deslizamentos de terra registrados em Maceió e outras duas ainda estão desaparecidas, uma na Grota do Santo Amaro, na parte alta da capital, e outra no município de Satuba. As buscas estão sendo conduzidas pelo Corpo de Bombeiros. Um novo boletim deverá ser divulgado na tarde desta quinta-feira.  

    Força-tarefa com mais de 300 servidores de todos os órgãos do Governo de Alagoas se uniram para ajudar nos trabalhos nos municípios que sofrem com as fortes chuvas


    Fonte: Agência Alagoas

    Story Page